Após segunda etapa, Pablo Casado está entre os três melhores atletas de SUP do Brasil

0

Com informações da Assessoria de Imprensa da Semjel

Foto: Divulgação / Semjel

O 5º lugar alcançado em Brasília (DF) no final de semana, dias 22 e 23/6, pela segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Stand Up Paddle (SUP), não era o esperado, mas manteve o amazonense Pablo Casado, 41, esperançoso para conquistar na próxima e última etapa da competição o título de campeão brasileiro. O atleta conta com o apoio da Prefeitura de Manaus. O resultado garante o amazonense entre os três melhores atletas de SUP do Brasil na categoria master profissional.

Pela performance, ele tem chances de chegar na última etapa, a de Campo Grande, e se tornar novamente campeão como em 2017. A prova será de Sprint, uma das especialidades de Pablo.

– Eu estava muito confiante para essa etapa, a minha ideia era ganhar. Eu fiz uma boa primeira metade da prova, ao remar com o vento contra, mas nos cinco quilômetros finais nós remamos com o vento a favor e a minha prancha não é boa para essa condição. Então, eu achei que me sairia bem, mas a minha prancha estava ‘enterrando’ na água. Tive dificuldade, tive que fazer muita força para acompanhar meus adversários. Estava em terceiro e acabei ficando em quinto. Estou feliz com meu resultado porque tenho condições de me sagrar campeão na última etapa – disse.

Já no domingo, 23/6, foi disputada a prova técnica aberta para todas as categorias e Pablo foi o primeiro dos atletas acima de 40 anos, porém o resultado não contou para o campeonato brasileiro. “Tínhamos ali 26 atletas inscritos nessa prova e eu consegui ser o melhor atleta acima de 40 anos. Essa prova me deixou ainda mais motivado para partir para Campo Grande em busca de um bom resultado”.

O secretário municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel), João Carlos, destacou o empenho do amazonense. “Pablo já vem há muito tempo desenvolvendo o Stand Up Paddle no Amazonas. É uma referência do esporte no Estado e tem conquistado resultados expressivos em nível nacional. Procuramos sempre atender a determinação do prefeito Arthur Virgílio Neto de valorizar o esportista amazonense”, ressaltou.

Nova geração

Pela primeira vez no circuito brasileiro de SUP, o Amazonas teve mais de um representante. Além de Pablo Casado, Paulo César Ferreira, 13, disputou a competição pelas categorias iniciante, onde foi campeão e pela junior, garantindo o segundo lugar.

– Venho correndo o circuito brasileiro há cinco anos e é a primeira vez que tenho outro amazonense correndo ao meu lado representando a bandeira do Amazonas. O Paulo César iniciou com o pai dele no meu projeto, o SUPerar, e hoje está dando os primeiros frutos – explicou Pablo.

As primeiras remadas foram no lago do Tarumã, mas é no balneário do Rio Preto da Eva, em projeto desenvolvido por seu pai, o SUP Rio Preto, que Paulo César vem se desenvolvendo na modalidade. Com três anos de prática, ele já apresenta os primeiros resultados.

– Foi uma ótima experiência, aprendi muitas coisas. Não foi minha primeira competição, mas o importante é o aprendizado. Consegui o primeiro lugar no iniciante, na minha categoria tinha atletas maiores que eu, mas mesmo assim consegui o segundo lugar. Vejo uma boa expectativa para a próxima etapa que vai ser Sprint, é arrancada e estamos mais preparados para isso”, afirmou o garoto, que já planeja o futuro. “Quero ir para o mundial e para competições internacionais. Vou procurar ser campeão e melhor no que eu faço.

COMENTE ESTE POST...

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui