Quadras de oito escolas de samba de Manaus estão sendo usadas como ponto de vacinação na capital, neste sábado (5). Esses pontos de vacinação vão funcionar até as 16h para aplicar 1ª e 2ª doses em pessoas a partir de 12 anos, além da dose de reforço.

O governador Wilson Lima fez abertura oficial da campanha “Pra Sambar Tem que Vacinar”, para incentivar a imunização em todas as zonas da capital. O objetivo da ação é descentralizar os postos de vacinação e chegar mais perto das comunidades, para que a população possa completar o esquema vacinal.

“Para mim é uma oportunidade de se proteger e proteger o próximo. O Carnaval é meio preocupante devido à formação de grupinhos, o que facilita a contaminação, mas é uma oportunidade muito boa trazer o samba pra chamar as pessoas a se vacinar “, diz o estudante Abraão Costa da Silva, de 17 anos, que recebeu o imunizante no barracão da escola Reino Unido da Liberdade.

Pontos de vacinação foram montados nas quadras das agremiações: Unidos do Alvorada, Vila da Barra, Mocidade Independente de Aparecida, Vitória Régia, Andanças de Ciganos, Reino Unido da Liberdade, Grande Família e Sem Compromisso.

Por meio dos restaurantes populares Prato Cheio, gerenciados pela Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas), quem for até as quadras se vacinar receberá marmitas com feijoada. Não será possível consumir a refeição nas quadras para não provocar aglomerações. Serão preparadas 5 mil refeições.

Estudante recebe vacina em escola de samba de Manaus — Foto: Marcelo Moreira/Rede Amazônica
Estudante recebe vacina em escola de samba de Manaus — Foto: Marcelo Moreira/Rede Amazônica

Carnaval em abril
Durante o evento de vacinação, o governador Wilson Lima comentou sobre a possibilidade de realizar o carnaval no mês de abril.

“A gente vai depender do apoio e do empenho de todo mundo, porque quanto mais rápido a gente vacinar, logo logo a gente vai ter samba, logo logo a gente vai ter carnaval. Então é algo que a gente tem que trabalhar em conjunto”, disse o governador.

Outras cidades do país, como São Paulo e Rio de Janeiro, já anunciaram que o desfile das escolas de samba das duas cidades, que aconteceria em fevereiro, foi adiado para o feriado prolongado de Tiradentes, que começa em 21 de abril.