O playground inclusivo não só facilita o acesso, como possibilita que todas as crianças brinquem e se divirtam juntas

Manaus – A inclusão de pessoas com deficiência, especialmente as crianças, é uma das políticas públicas mais buscadas pela gestão do prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, e para que isso aconteça é fundamental oferecer ambientes adaptados às necessidades do público infantil. O parque Cidade da Criança é o primeiro público da cidade a atender essa necessidade e o novo espaço dedicado foi inaugurado nesta quarta-feira (14) pelo prefeito e pela presidente do Fundo Manaus Solidária, a primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro.

“Quanto mais oferecermos oportunidades na prática de esporte, na educação, na inclusão, na acessibilidade, as pessoas com deficiência ficarão menos deficientes e a sociedade também será menos deficiente”, declarou o prefeito. “É uma ideia simples, que não é cara e que tem esse caráter de generosidade. Elas vão poder curtir tanto quanto as outras crianças”, complementou Arthur Neto.

O playground inclusivo não só facilita o acesso, como possibilita que todas as crianças brinquem e se divirtam juntas. O prefeito não descartou a construção de novos espaços similares em outros locais da cidade, aproveitando o saldo de caixa que ainda existe para investimento em obras até o final do ano. “Essa ideia nós vamos procurar propagá-la ainda no tempo que temos, fazendo algo parecido em outros lugares da cidade”, afirmou.

A obra integra o pacote de reformas e construções de espaços esportivos e de lazer, a serem entregues até fim do ano, e recebeu recursos de emenda parlamentar. Além disso, também é parte do pacote de ações anunciadas pelo prefeito pelas comemorações dos 351 anos de Manaus, celebrado no dia 24 de outubro.

Estrutura

Referência no atendimento e realização de atividades lúdicas e educativas para o público infantil, o parque da Criança conta, agora, com espaço inclusivo direcionado a crianças com deficiência. O playground possui gangorra, balanço, gira-gira, entre outros brinquedos adaptados a cadeirantes, bem como rampas de acesso e toda segurança necessária para uso.

A obra contemplou o nivelamento e construção de piso em concreto armado, para acomodar os equipamentos, construção e instalação dos equipamentos para crianças com necessidades especiais, além de pintura. Além disso, o espaço também conta com área para crianças com mobilidade, a fim de promover uma real inclusão e integração.

A estrutura conta com uma praça de alimentação e de jogos, cinema, biblioteca, labirinto, playgrounds, além de trilhas ecológicas, área para plantio de horta e a Vila Feliz, onde estão previstas atividades como noções de trânsito e preservação do meio ambiente. O lugar compreende uma área de quase 20 mil metros quadrados.

“Para o parque é muito importante ter esse espaço dedicado e o mais importante é que essas crianças vão poder conviver normalmente com as outras crianças que já eram beneficiadas. É muito importante essa inclusão”, disse Socorro Andrade, diretora do parque Cidade da Criança, reforçando que, em virtude da pandemia da Covid-19, o parque segue fechado para visitação, a fim de evitar aglomerações.

Maria Gomes, 11, tem paralisia cerebral e, agora, poderá desfrutar de uma estrutura adequada para brincar. “A gente frequentou o parque com a irmã gêmea dela, mas ela não tinha como brincar, a diversão da Vitória era só andar pelo parque, passeando na cadeira e agora vamos frequentar com mais assiduidade, quando reabrir o parque”, garantiu a mãe Lucélia Gomes.

O playground inclusivo é motivo de comemoração também para a família de Amanda Silva, 11, criança com microcefalia. “Vai ser bom porque a gente tem pouca opção para crianças com deficiência e creio que vai ser ótimo. A gente já vinha para o parque antes, mas só passeava”, disse a mãe da menina, Francisca Isete.

*Com informações da assessoria